O Tribunal Supremo espanhol autorizou hoje o Governo a transferir o corpo de Francisco Franco do Vale dos Caídos para o cemitério de Mingorrupio, nos arredores de Madrid, ao recusar a “totalidade” do recurso da família do ditador.

A Quarta Secção da Câmara de Contencioso [do Supremo Tribunal] decidiu por unanimidade rejeitar na sua totalidade o recurso interposto pela família de Franco em relação à exumação de Francisco Franco”, disse fonte do tribunal à agência Lusa..

A transferência do corpo devia já ter sido realizada em 10 de junho, mas o Supremo decidiu suspender, de forma cautelar, o plano do Governo, enquanto não houvesse decisões sobre vários recursos apresentados, principalmente pela família do ex-ditador.

Exumação é “grande vitória da democracia espanhola”, diz PM espanhol

O primeiro-ministro espanhol em exercício considerou hoje “uma grande vitória da democracia espanhola” a decisão do Tribunal Supremo de apoiar a exumação do corpo do ditador Francisco Franco do Vale dos Caídos para o cemitério de El Pardo.

Numa mensagem nas redes sociais, Pedro Sánchez também destacou que a "determinação" do Executivo em "reparar o sofrimento das vítimas do franquismo" sempre orientou sua ação de governo: "Justiça, memória e dignidade", conclui.

Por seu lado, a vice-presidente do Governo, Carmen Calvo, já tinha avançado, numa reação à decisão do Tribunal, que a exumação dos restos mortais do ditador será feita “o mais rapidamente possível”, para que a transferência ocorra o maior número de dias antes da campanha eleitoral para as eleições gerais de 10 de novembro próximo.

/ JFP