Em Maiorca, as autoridades detiveram um homem que terá infetado 22 pessoas com covid-19, por ter ignorado os sintomas de infeção. O suspeito optou por ir trabalhar, bem como, a ginásio que frequentava apesar de estar com 40º de febre.

A polícia espanhola começou a investigar o caso no fim de janeiro, no seguimento de um surto de covid-19 na ilha das Baleares. Os agentes acreditavam que a ocorrência teria sido despoletada por uma pessoa que “ficou infetada e escondeu os sintomas”.

Dias antes do surto, o agora detido tinha começou a apresentar sintomas, mas recusou ficar isolado em casa, mesmo perante a insistência dos colegas de trabalho. Como resposta, terá passado o resto do dia a movimentar-se pelo escritório da empresa, a tossir e a gritar: “Vou infetar-vos a todos com coronavírus”. Pode ler-se no relatório policial divulgado este sábado.

O homem acabou por efetuar um teste PCR, tendo testado positivo. Nos dias seguintes, cinco colegas descobriram que estavam também contagiados e tinham infetado vários familiares, incluindo três bebés com menos de dois anos de idade.

No ginásio, o vírus atingiu três pessoas, que estiveram em contacto direto com o suspeito, e que, posteriormente, contagiaram vários membros das suas famílias.

No total, as autoridades espanholas acreditam que o comportamento irresponsável deste cidadão provocou 22 infeções. Nenhuma destas pessoas necessitou de tratamento hospitalar. O homem foi detido sob suspeita de agressão.

Nuno Mandeiro