O Governo da Arábia Saudita negou esta segunda-feira as informações veiculadas pelos media israelitas sobre um suposto encontro entre o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanhayu, o príncipe herdeiro saudita, Mohamed bin Salman, e o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo.

O ministro dos Negócios Estrangeiros saudita, Faisal bin Farhan, escreveu na sua conta na rede social Twitter que "tal encontro não ocorreu", acrescentando que apenas "representantes norte-americanos e sauditas" estiveram presentes na reunião de domingo.

A Arábia Saudita já havia informado sobre o encontro de domingo entre Bin Salman e Pompeo, na cidade de NEOM, às margens do Mar Vermelho, como parte da viagem que o secretário de Estado norte-americano fez ao Médio Oriente.

De acordo com a agência oficial de notícias SPA, ambos "reviram as relações amistosas, as áreas de cooperação bilateral e formas de aprimorá-las" e "discutiram os últimos acontecimentos no Médio Oriente e as ações realizadas a respeito desses".

A SPA publicou uma foto da reunião em que apenas Bin Salman e Pompeo aparecem, acrescentando que o ministro dos Negócios Estrangeiros da Arábia Saudita, Faisal bin Farhan, e o embaixador dos Estados Unidos em Riade, John Abizal, também estiveram presentes.

Por sua vez, o departamento de Estado dos EUA informou num comunicado o encontro entre Pompeo e Bin Salman, que abordou "a forte segurança bilateral e aliança económica" entre o reino e Washington, e a necessidade de lidar com "o comportamento agressivo do Irão" no Golfo Pérsico.

Pompeo fez uma breve visita à Arábia Saudita no domingo, na última etapa da sua viagem pelo Médio Oriente, que contou ainda com passagens pelo Catar, Emirados Árabes Unidos e Israel.

No entanto, a emissora pública israelense Kan informou esta segunda-feira que Netanyahu participou naquela reunião em NEOM "no âmbito das negociações para normalizar as relações com a Arábia Saudita", após Israel ter chegado a acordos nesse sentido, mediados por Washington, com outros dois países, os Emirados Árabes Unidos e o Bahrein.

Segundo informações que circularam nas redes sociais, o primeiro-ministro israelita viajou em avião particular do aeroporto de Telavive para NEOM, localizado na costa do Mar Vermelho em frente à península egípcia do Sinai, uma cidade ultramoderna e tecnológica, um projeto de Bin Salman.

Veja também: 

BENJAMIM NETANYAHU VISITOU ARÁBIA SAUDITA EM SEGREDO

FAIXA DE GAZA: ISRAEL LANÇA ATAQUE AÉREO CONTRA ALVOS DO HAMAS

/ DA