Um taxista norte-americano salvou uma idosa de uma burla de 25.000 dólares, o equivalente a 23.000 euros.

De acordo com as autoridades de Roseville, na Califórnia, Rajbir Singh recebeu, há cerca de duas semanas, um pedido de transporte de uma senhora de 92 anos.

Ao conversar com a idosa, esta contou-lhe que se dirigia ao banco para levantar os 23 mil euros para pagar uma dívida de IRS. O taxista suspeitou da quantia elevada e questionou a mulher se tinha sido um familiar a pedir-lhe esse dinheiro, ao qual esta não respondeu.

O taxista, convencido de que se tratava de um esquema, decidiu ligar para o número da pessoa que se estava a fazer passar por um funcionário das finanças.

Nós ligámos para o número novamente e perguntei ao homem se conhecia a senhora. Ele disse que não [...] e eu suspeitei logo que algo estaria errado" disse o taxista à CNN

Segundo Rajbir, o caso tornou-se ainda mais suspeito após a chamada, pelo que o taxista desviou a rota até uma esquadra da polícia, na esperança que as autoridades conseguissem convencer a idosa não entregar o dinheiro. 

Apesar de não acreditar, a idosa concordou em ser encaminhada para a esquadra da polícia, onde um dos agentes a fez entender que estaria a ser vítima de uma burla. 

A esquadra de Roseville agradeceu o ato de Rajbir Singh, através de uma publicação no Facebook.

"Raj poderia apenas ter levado a sua cliente ao destino, sem se preocupar com o seu bem-estar. Ele tirou tempo do seu dia e teve a boa ação de levar a possível vítima à esquadra da polícia", escreveram as autoridades.

O taxista transportou a idosa até casa. Uma semana depois, recebeu uma chamada para se dirigir de novo à esquadra da polícia.

As autoridades deram a Rajbir um vale de 46 euros e um cartão de agradecimento pela sua boa ação. 

"Sou um homem honesto, e estas pessoas são idosas. Precisam de ajuda." Disse o taxista à CNN.