Um homem conseguiu roubar de uma galeria em São Francisco, Estados Unidos, uma gravura de Salvador Dali avaliada em 20 mil dólares, cerca de 18 mil euros. Limitou-se a entrar, retirar a gravura do cavalete em que a obra estava exposta e a sair com ela na mão. Tudo em cerca de 30 segundos na tarde de domingo.

Trata-se da gravura “La Girafe en Feu”, uma de sete que fazem parte de uma série influenciada por Picasso conhecida como “Tauromachie Surréaliste", que Dali pintou na década de 60 do século passado. Em condições normais, a obra estaria presa ao cavalete. Mas, no domingo passado, não estava, revelou Rasjad Hopkins, diretor da galeria de onde a obra foi roubada, ao The New York Times. "Eu estava sozinho na galeria e virei as costas por um minuto. Quando voltei a olhar, tinha desaparecido. Nunca cheguei a ver a pessoa", admitiu. 

Imagens de videovigilância mostram um homem com um boné azul a entrar na galeria, ficando uma segunda pessoa, de calças rosa, aparentemente à espera do lado de fora. Com a gravura na mão, o ladrão sai calmamente do edifício e continua a passear rua abaixo.

O que poderá agora fazer com a gravura, que tinha sido emprestada à galeria Dennis Rae Fine Art por um museu francês, é limitado: vender online ou noutras galerias estará fora de questão, uma vez que a obra seria rapidamente reconhecida e identificada.

  

Gravura de Salvador Dali avaliada em 20 mil dólares foi roubada de galeria. Ladrão saiu com ela na mão