As autoridades norte-americanas acreditam que a explosão que ocorreu na sexta-feira, no centro de Nashville (Tennessee) pode ter sido um ato suicida, indicaram fontes oficiais às estações CNN, CBS News e ABC News.

Segundo disseram fontes oficiais à ABC e CBS, as autoridades identificaram um possível suspeito do ataque, Anthony Quinn Warner, um homem branco, de 63 anos.

No sábado, o FBI revistou uma casa no bairro de Antioquia, região sudeste da cidade, para determinar se os aparentes restos mortais encontrados na área da explosão pertenciam ao morador.

Essa casa, bem como outras propriedades que as autoridades investigaram estão relacionadas com Warner, disse a ABC News.

Segundo a CBS News, Warner tinha uma autocaravana semelhante à que explodiu no centro de Nashville, causando três feridos ligeiros e danos em, pelo menos, 41 edifícios.

No entanto, várias fontes disseram às estações de televisão que as autoridades ainda não chegaram a nenhuma conclusão definitiva e que o FBI está a investigar mais de 500 pistas relacionadas com o caso.

A autocaravana explodiu quando estava estacionada em frente a um edifício de uma empresa de telecomunicações e teve um aviso prévio de 15 minutos à sua detonação, o que deu tempo para a polícia evacuar a zona.

/ CE