O Presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, anunciou esta segunda-feira a composição da futura equipa económica da Casa Branca, incluindo o nome de Janet Yellen para secretária do Tesouro.

Para a equipa de Yellen, Biden indicou ainda Wally Adeyemo como secretário-adjunto do Tesouro; Neera Tanden como diretor do gabinete de Gestão e Orçamento; Cecilia Rouse como presidente do Conselho de Consultores Económicos e Jared Bernstein e Heather Boushey como membros do Conselho de Consultores Económicos.

À medida que começamos a trabalhar para controlar o novo coronavírus, aqui está a equipa que fornecerá apoio económico imediato aos americanos durante esta crise económica e que nos ajudará a reconstruir a nossa economia, tornando-a mais forte do que nunca”, escreveu Joe Biden num comunicado, confirmando a nomeação de Janet Yellen, que será a primeira mulher a chefiar o Tesouro, se for confirmada para o cargo pelo Senado.

Nos últimos dias, os republicanos no Congresso têm dado sinais de que se deverão opor à confirmação de vários dos nomes indicados por Biden, sem contudo apresentar ainda as razões da sua rejeição.

Yellen vai herdar uma economia com níveis de desemprego muito elevados devido à crise económica provocada pela pandemia de covid-19, ameaças crescentes para as pequenas e médias empresas e sinais de que os consumidores estão a retrair-se, perante os indicadores económicos.

Veja também:

EUA: JOE BIDEN RECEBE PRIMEIRO BRIEFING PRESIDENCIAL

SANTOS SILVA: RELAÇÃO ENTRE PORTUGAL E OS EUA PODE SER ENRIQUECIDA COM GOVERNO DE JOE BIDEN

/ DA