Um cão de apenas sete meses foi abatido num centro de animais norte-americano, mas ressuscitou. Depois do "milagre", o veterinário recusou-se a voltar abater o animal.

O caso aconteceu num abrigo localizado em Iowa, nos Estados Unidos. O cão, chamado Rudolph, foi abatido apenas porque o estabelecimento estava cheio.

Mas o abate não correu como era suposto e o animal não morreu, o que foi considerado pelos veterinários um verdadeiro milagre.

Rudolph foi então levado para um outro abrigo que recusa , o Kings Harvest Pet Rescue, para encontrar alguém que o adotasse. 

Ele é um cão-milagre. Nunca ouvi falar de algo assim, este é o primeiro caso do género", disse Kylie Jo Mitchell, funcionária do centro que acolheu Rudolph.

O anúncio publicado pelo centro tornou-se viral e 24 horas depois já havia dezenas de chamadas de várias pessoas interessadas em adotar o cão.

A história teve um final feliz. Rudolph foi adotado por um homem no sábado, como divulgou o abrigo, no Facebook.

 Rudolph está a ir para casa. Foi uma decisão difícil (...), mas Rudolph apaixonou-se por este jovem e o sentimento foi mútuo".