Um homem disfarçou-se de idoso recorrendo a uma máscara protética e roubou mais de 100.000 dólares (cerca de 86.000 euros) em casinos no Michigan e no Kansas, Estados Unidos.

De acordo com as autoridades federais norte-americanas, citadas pela CNN, o suspeito, identificado como John Colletti, de 55 anos, escolhia e abordava as vítimas e obtinha, ilegalmente, dados pessoais sobre as mesmas. Depois, uma carta de condução falsificada era o suficiente para conseguir extrair avultadas quantias de dinheiro das contas bancárias das vítimas.

O esquema envolvia a utilização dos quiosques da operadora Global Payments Gaming Services – quiosques que se encontram nos casinos norte-americanos e nos quais é possível processar jackpots e obter adiantamentos de dinheiro.

Para utilizarem estes quiosques, os clientes têm de inserir uma carta de condução e digitarem os quatro últimos dígitos do número da Segurança Social e do número telemóvel.

Foi com este método que o suspeito, utilizando uma carta de condução falsa e os dados das vítimas, conseguiu roubar mais de 100.000 dólares (cerca de 86.000 euros) de várias contas bancárias.

Para evitar suspeitas sobre si, Colletti ainda usou se disfarçou de idoso, recorrendo a uma máscara protética, como mostram as imagens das câmaras de vigilância dos casinos.

Acusado de fraude eletrónica e roubo de identidade agravado, o homem está sob custódia policial e vai ser ouvido em tribunal, numa primeira audiência a 30 de julho.

Sofia Santana