Os participantes num ensaio para a cerimónia de tomada de posse do presidente eleito dos Estados Unidos, Joe Biden, foram esta segunda-feira retirados da ala oeste do Capitólio por ordem da segurança, após um incêndio num centro de refugiados próximo.

Fontes dos serviços de segurança norte-americanos, citados pela agência noticiosa Associated Press (AP), disseram que todos os que se reuniam para uma parada, incluindo os elementos de uma banda militar, foram orientados para se refugiarem num local seguro dentro do complexo do Capitólio, em Washington.

Os participantes no ensaio indicaram ter recebido a informação das forças de segurança presentes de que o incidente não era um exercício.

Quatro agentes da polícia adiantaram à AP que houve um incêndio a alguns quarteirões de distância e que o ensaio foi suspenso por “razões de segurança”.

O complexo do Capitólio e as áreas ao redor foram bloqueados após a invasão do edifício, a 6 deste mês, quando o Presidente cessante norte-americano, Donald Trump, convocou apoiantes para protestarem no dia em que o Colégio Eleitoral viria a confirmar a vitória de Biden nas presidenciais de 3 e novembro de 2020.

/ AG