Pelo menos 18 pessoas foram baleadas durante a noite deste sábado na cidade de Cincinnati, estado do Ohio, nos Estados Unidos. As autoridades confirmaram a existência de vários tiroteios, adiantando ainda que quatro pessoas morreram.

Segundo a agência Associated Press, a polícia foi chamada a intervir numa ocorrência por volta das 00:30 locais (05:30 em Lisboa). Quando chegaram ao bairro de Avondale encontraram quatro pessoas baleadas, uma das quais, Antonio Blair, acabou por morrer no hospital universitário.

Menos de duas horas depois, os agentes da cidade voltaram a ser alertados para outro tiroteio, desta vez na zona de Over-the-Rhine. Ao chegarem ao local deram conta de 10 pessoas atingidas a tiro. Uma das vítimas morreu no local, enquanto outra perdeu a vida no hospital.

Mais tarde, a polícia acabou por confirmar a existência de outros dois tiroteios, nos quais uma outra pessoa acabou por morrer.

Uma noite extremamente violenta na cidade de Cincinnati. Até agora parece que podem ser 17 vítimas, e quatro mortos. Porquê? Essa vai ser a questão", referiu o porta-voz da polícia, Paul Neudigate, numa altura em que ainda não tinha sido confirmada a 18.ª vítima.

Num comunicado enviado pela polícia, o chefe daquele departamento pediu que os cidadãos digam "basta".

Todos temos a obrigação moral de parar a violência de parar estas mortes na nossa comunidade", acrescentou.

A polícia continua a investigar as eventuais ligações entre os vários tiroteios, e vários membros de outros departamentos foram destacados para ajudar no caso.

António Guimarães