A família de George Floyd, o afro-americano morto pela polícia de Minneapolis, vai receber uma indemnização de cerca de 22,5 milhões de euros.

Segundo noticia a Reuters, o acordo foi aprovado esta sexta-feira por unanimidade pelo Conselho Municipal de Minneapolis.

A irmã da vítima, Bridgett Floyd, já se pronunciou sobre a decisão, afirmando que a família está "satisfeita que esta parte da jornada trágica pela justiça por George Floyd está resolvida". 

Apesar de os nossos corações estarempartidos, encontramos conforto em saber que, mesmo na morte, George Floyd mostrou ao mundo como viver", pode ler-se no comunicado.

O julgamento do polícia acusado do assassínio de George Floyd começou esta terça-feira com a escolha dos jurados, nove meses após a tragédia que reabriu feridas raciais nos Estados Unidos.

O tribunal de Minneapolis, no norte do país, começou esta fase do julgamento com um dia de atraso devido às incertezas sobre a natureza das acusações contra o agente Derek Chauvin, que, em 25 de maio de 2020, permaneceu ajoelhado sobre o pescoço do negro por quase nove minutos.

O vídeo dessa cena, que se tornou viral, provocou uma onda de manifestações em todo o mundo contra o racismo e a violência policial.

Rafaela Laja