Um homem foi, no início deste mês, surpreendido quando chegou à cave da sua casa e a encontrou inundada de sangue. Nick Lestina, de Iowa, nos Estados Unidos, encontrou restos de animais e sangue a uma altura de 13 centímetros.

O sangue, gordura e outros tecidos orgânicos têm origem num armazém de carne vizinho. Este material terá sido deitado fora pela canalização, acabando na casa de Nick, conta o Insider.

De acordo com as autoridades um entupimento ou furo nos canos terá feito com que o sangue inundasse a cave.

Ninguém quer ver uma coisa assim, cheirar uma coisa assim. Eu não desejo isto a ninguém”, afirmou o dono da casa à KTIV, afiliada da NBC.

O armazém Dahl’s Custom Meat Locker é o responsável pela inundação na casa de Nick.

Agora, segundo a imprensa local, os operadores da empresa estão a deitar o sangue e outros tecidos dos animais num tanque de grandes dimensões.

Ainda assim, Nick e a família, sete pessoas no total, tiveram de sair temporariamente de casa até verem a situação resolvida.

Muitos dos bens da família que estavam guardados na cave acabaram por ficar estragados por causa da inundação.

O prejuízo ronda, de acordo com o Nick, os 2 mil euros. A empresa de carnes já ofereceu ajuda financeira à família para a compensar pelos danos.

Não queremos prejudicar ninguém. Não somos más pessoas”, afirmou Kaitlin Dahl, proprietária do estabelecimento.

/ JFP