Um urso pardo arrancou uma ciclista de 65 anos da sua tenda e matou-a numa zona frequentemente utilizada por campistas para pernoitar na cidade norte-americana de Ovando, em Montana. 

Guardas florestais e autoridades locais ainda estavam a tentar localizar o animal na quinta-feira, mais de dois dias após o ataque que ocorreu durante a manhã. A vítima foi identificada como Leah Davis Lokan, uma mulher residente em Chico, na Califórnia, que estava a acampar durante a noite após uma viagem de bicicleta de longa distância. 

De acordo com a agência Montana Fish, Wildlife & Parks (FWP), a vítima e duas outras pessoas numa tenda próxima foram acordadas pelo urso aproximadamente às 3:00 da manhã de terça-feira, tendo o animal fugido pouco depois. 

 O grupo conseguiu retirar alguns mantimentos armazenados em barracas e voltou para a cama. Greg Lemon, administrador da FWP, disse na quinta-feira que os alimentos foram armazenados num espaço fechado, longe das barracas.

A vítima estava a dormir num lote de tendas atrás de uma agência de correios e não havia uma árvore próxima onde pendurar os alimentos - uma prática comum quando existem ursos na área. Isto poderá ter motivado o ataque.

O resto das pessoas do grupo de campistas conta que ouviu a vítima a ser atacada meia hora depois de terem primeiro avistado o urso. Utilizando um spray para afastar o animal, conseguiram que este fugisse da zona.

 Entre os dois incidentes, o urso pardo foi captado por câmaras de videovigilância a invadir um galinheiro. As autoridades esperam capturá-lo quando ele decidir regressar a esse local. 

Redação / HCL