Ao que tudo indica existe mais um sintoma que pode adicionar à lista dos efeitos da covid-19 no corpo humano. Depois dos sintomas mais normais, como tosse, febre ou até diarreia, foi-se descobrindo que a doença provoca a perda do olfato ou do paladar, e existem até casos de ereções prolongadas.

Agora, e segundo um professor de epidemiologia genética, a covid-19 também pode apresentar sinais nas unhas. Esta é a conclusão de Tim Spector, conceituado cientista na área, que dá aulas na King's College, no Reino Unido, e que identificou traços específicos nas unhas das mãos e dos pés das pessoas analisadas.

O especialista britânico lidera o maior painel de estudo à sintomatologia provocada pela covid-19, e contou à Business Insider que vários doentes reportaram algo que chamou de "unhas covid-19". Este estudo é realizado diariamente através da aplicação ZOE COVID, que monitoriza os sintomas de mais de quatro milhões de pessoas em todo o mundo.

Para Tim Spector, esta hipótese acaba por não ser totalmente descabida, até porque a deformação nas unhas é algo que já foi visto noutras infeções.

É como uma marca numa árvore", refere o especialista.

O especialista explica que na base desta situação pode estar o stress induzido pela doença, com o corpo a "fechar-se" por um curto período de tempo, durante o qual se concentra no combate à doença. Casos similares podem ocorrer em pacientes que estejam a receber tratamento por quimioterapia ou que estejam subnutridos, condições essas que mexem com o sistema imunitário, deixando-o mais fraco, o que exige mais do corpo, que dessa forma se protege, reservando o máximo de energias possível para o combate a essa ameaça.

Assim, não é esperado que estes sinais nas unhas possam ser detetados durante a infeção, mas sim depois dela ter ocorrido.

A presidente da Associação de Dermatologistas Britânicos, Tanya Blaiker, disse ao HuffPost que já foram observados casos de pessoas que tiveram covid-19 e desenvolveram linhas horizontais nas unhas.

Este fenómeno foi anteriormente identificado como 'linhas Beau', e basicamente consiste em traços vincados nas unhas, que são mais comuns nas mãos, mas que também podem ocorrer nos pés.

O único efeito deste fenómeno é estético, sendo esperado que alguns meses depois acabe por passar, mas pode também ser indicativo de uma condição subjacente.

Mas os problemas que podem ser identificados a partir das unhas vão muito além, e o Sistema Nacional de Saúde do Reino Unido alerta que a deformação das unhas pode, no limite, indicar condições sérias como as seguintes: psoríase, anemia, problemas de tiróide, diabetes ou doenças relacionadas com o coração, os pulmões ou o figado.

Cláudia Évora