Barack e Michelle Obama fecharam na terça-feira um contrato milionário de exclusividade para publicarem um livro cada sobre as memórias dos anos na Casa Branca. A vencedora de um disputado leilão pelos direitos das obras futuras do ex-casal presidencial foi a Penguin Random House, uma das maiores editoras do mundo.

Empresários da indústria editorial com conhecimento do processo de leilão disseram ao jornal norte-americano The New York Times que o acordo editorial foi fechado na casa das dezenas de milhões de dólares.

Já a televisão britânica BBC noticiou que o contrato rondou os 60 milhões de dólares (perto de 57 milhões de euros), enquanto o Finantial Times falou em 65 milhões (61 milhões de euros). Um valor que, se confirmado, supera de longe os 15 milhões de dólares (14,2 milhões de euros) pagos pelas memórias do antigo presidente Bill Clinton e os 10 milhões de dólares (9,4 milhões de euros) obtidos pelo também ex-presidente George W. Bush.

O acordo envolveu uma cláusula que obriga a editora a doar um milhão de cópias dos livros ao projeto First Book, sem fins lucrativos e ao Open eBooks, sediada em Washington e que trabalha pela educação digital. Os Obama doarão "parte significativa" das vendas a projetos de caridade, incluindo a Fundação Obama.

"Com as suas palavras e a sua liderança, eles mudaram o mundo, e todos os dias, com os livros que publicamos na Penguin Random House, nós esforçamo-nos para fazer o mesmo", declarou Markus Dohle, CEO da Penguin Random House.

Agora, estamos muito ansiosos para trabalhar em conjunto com o Presidente e a Sra. Obama para fazer de cada um dos seus livros eventos globais de publicação de alcance e significado sem precedentes", acrescentou, citado pela AFP.

Os livros ainda não estão terminados, mas sabe-se que vão abordar os dois lados dos oito anos na Casa Branca. O que se sabe é que Barack Obama escreverá sobre os anos na presidência dos EUA, enquanto a ex-primeira-dama dedicará as suas palavras aos jovens, que espera inspirar com este livro que, à partida, se baseará na sua história de vida, diz a revista The Bookseller.

Antes de ser presidente dos EUA, Barack Obama publicou dois livros. O ex-presidente lançou “A origem dos meus sonhos" ("Dreams From My Father", 1995) e "A audácia da Esperança" ("The Audacity of Hope", 2006) com editoras associadas da Penguin Random House. Cada um vendeu mais de três milhões de exemplares, apenas nos Estados Unidos.

Já Michelle Obama publicou "American Grown: The History of The White House Kitchen Garden and Gardens Across America", 2012), um livro sobre jardinagem e alimentação, pela editora Crown, também da Penguin Random House.

Aline Raimundo