O Centro para Controlo e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) atualizou as suas diretrizes para limpeza e desinfeção de superfícies para prevenir a transmissão de covid-19, declarando que, na "maioria das situações", se não houver sem exposição conhecida ao coronavírus, uma limpeza com água e detergente é suficiente.

A limpeza de rotina realizada de forma eficaz com sabão ou detergente, pelo menos uma vez por dia, pode reduzir substancialmente os níveis de vírus nas superfícies", disse a diretora-geral da entidade, Rochelle Walensky, na segunda-feira, durante uma reunião da Equipa de Resposta à Covid-19 da Casa Branca.

A ciência demostrou que pessoas podem ser infetadas através de superfícies contaminadas, mas o risco de isso acontecer é baixo em comparação com o contacto direto entre indivíduos. Por isso, Walenzky considera que limpar as superfícies com detergente ou sabão regularmente é o suficiente e que a desinfeção não é necessária.

A desinfeção só é recomendada em locais fechados, escolas ou casas onde houver casos suspeitos ou confirmados da covid-19 nas últimas 24 horas”, explicou.

Na maioria dos casos, nebulizações, fumigações e pulverizações não são recomendadas como métodos de desinfeção e na realidade até podem trazer vários riscos à saúde.

"Usar máscaras de maneira consistente e correta, lavar as mãos" e seguir a orientação dos especialistas em saúde para manter as instalações saudáveis - com limpeza e ventilação - pode ajudar a reduzir o risco de transmissão através das superfícies, sem necessidade de desinfeção, disse Walensky. "A principal forma de infeção de covid-19 é através de contacto pessoal."

Maria João Caetano