Os utentes dos transportes públicos dos Estados Unidos da América terão obrigatoriamente de usar máscara de proteção face ao agravamento da pandemia de covid-19 no país, anunciou hoje o Centro de Controlo de Doenças (CDC).

A ordem federal entra em vigor a partir de terça-feira e tem de ser cumprida ao embarcar, desembarcar e durante a duração das viagens em aviões, autocarros, comboios, metro, barcos e veículos de transporte individual e remunerado de passageiros.

Dada a interligação da maioria dos sistemas de transporte na nossa nação e com o mundo, quando pessoas infetadas viajam em veículos públicos sem usar máscara e com outras que não o fazem, o risco de transmissão interestadual e internacional pode crescer rapidamente", afirmou o diretor do CDC, Rochelle P. Walensky.

Até agora, as companhias aéreas exigiam máscaras aos passageiros por sua própria iniciativa, e vários estados tinham tomado iniciativas similares, mas não existia uma determinação federal que decretasse a sua aplicação em todo o território americano.

A partir de 26 de janeiro, os EUA passaram a exigir a todos os viajantes internacionais que chegam por via aérea a realização de um teste de deteção do vírus SARS-CoV-2 com resultado negativo até 72 horas antes da viagem.

Desde a sua tomada de posse como Presidente dos Estados Unidos, no dia 20 de Janeiro, Joe Biden avançou com o reforço das medidas de controlo da saúde pública para conter a propagação da pandemia. Os Estados Unidos são o país do mundo mais afetado pela covid-19, com mais de 26,5 milhões de casos e cerca de 438 mil óbitos.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.206.873 mortos resultantes de mais de 102 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

/ AG