O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirma que é um “motivo de orgulho” que os Estados Unidos tenham o maior número de infeções confirmadas pela Covid-19 no mundo.

“Considero isso um aspeto positivo, até certo ponto, porque significa que a nossa capacidade de testar são muito melhores”, disse Trump na Casa Branca, citado pela BBC.

Os EUA contam já com 1,5 milhões de infetados pelo novo coronavírus e quase 92 mil mortes, de acordo com os dados mais recentes. Em segundo lugar aparece a Rússia, com quase 300 mil casos confirmados.

Trump respondia aos jornalistas sobre se estava a considerar proibir viagens para a América Latina, em particular para o Brasil.

“Já agora, sabem que, quando vocês (jornalistas) dizem que nós temos o maior número de casos é só porque testámos mais do que toda a gente”, afirmou Trump após a reunião.

“Portanto, quando temos muitos casos, eu não vejo isso como uma coisa má, de certa forma é uma coisa boa, porque significa que a nossa capacidade de testar é muito melhor”.

E ainda acrescentou: “Só vejo isto como um motivo de orgulho. É realmente um motivo de orgulho. É um grande tributo à nossa capacidade de testar e a todo o trabalho que os nossos profissionais tiveram”.

De acordo com o Centro de Controlo de Doenças, até esta terça-feira os Estados Unidos testaram 12,6 milhões de pessoas.

O Comité Nacional Democrata já criticou os comentários de Donald Trump. No Twitter publicou que ter 1,5 milhões de casos de Covid-19 representam “um completo fracasso”.

Lara Ferin