Uma festa numa casa em Nova Jersey, nos Estados Unidos, que contava com 700 convidados acabou por ser interrompida pela polícia. Mas não foi uma tarefa fácil, uma vez que as autoridades, só cinco horas depois, é que conseguiram dar a festa por terminada.

Tudo aconteceu no domingo por volta das 20:30, quando a polícia chegou a uma casa na localidade de Jackson, que tinha sido alugada no Airbnb, de acordo com o capitão Steven Laskiewicz, do Departamento da Polícia de Jackson.

Ainda assim, apesar da presença dos agentes, a festa continuou e vários convidados continuaram a chegar. Segundo o comunicado oficial da polícia, nota a CNN, cerca de 700 pessoas estavam dentro da casa e, nas imediações, estavam cerca de 100 carros estacionados.

O proprietário da mansão onde decorria a festa, bem como dois dos organizadores foram levados para interrogatório.

O governador Phil Murphy reagiu à notícia e repudiou a atitude destas pessoas.

“Situações destas colocam, de forma desnecessária, homens, mulheres e as suas famílias em risco”.

“Contactos próximos serão identificados e colocados em quarentena para mitigar qualquer transmissão adicional”, acrescentou num email enviado à CNN.

Bem Breit, porta-voz da empresa onde a casa foi alugada disse que removeu os organizadores da plataforma, bem como o imóvel em causa, enquanto decorre a investigação.

“Condenamos veemente o comportamento destas pessoas, o qual representa uma clara violação das políticas comunitárias do Airbnb e um abuso particularmente sério durante esta crise de saúde pública”.

Numa altura em que o números de contágios e de mortes por Covid-19 continua a subir nos Estados Unidos, só em New Jersey, os dados mais recentes mostram que já morreram quase 16 mil pessoas vítimas da doença.

Lara Ferin