Um homem saiu em novembro de 1997 para ir a um bar, na Florida, Estados Unidos, e nunca mais regressou. O corpo, dado como desaparecido, foi agora encontrado dentro do carro, no fundo de um lago. A descoberta só foi possível por causa do Google Maps.

William Moldt tinha desaparecido há mais de duas décadas sem deixar rasto, o que levou, na altura, as autoridades a arquivarem o caso.

O homem, à data com 40 anos, tinha saído para um bar e, mesmo depois de dizer à namorada que estava a caminho de casa, cerca das 23:00, nunca chegou.

Este ano, no dia 28 de agosto, 22 anos passados, a polícia recebeu uma chamada que dava conta de um carro submerso num lago, em Moon Bay Circle, na localidade de Wellington.

As autoridades vieram a descobrir no interior do veículo os restos mortais de uma pessoa que, uma semana após o pedido de exames, veio a confirmar-se ser William.

A pessoa que contactou as autoridades, um antigo residente daquela região, encontrou o carro através do mapa da Google quando fazia uma pesquisa sobre a zona.

O xerife de Palm Beach contou à BBC que as autoridades desconfiam que o homem tenha perdido o controlo do veículo, acabando por se despistar e morrer afogado no lago.

Não conseguimos dizer o que aconteceu há tantos anos”, afirmou a porta-voz da polícia, Therese Barbera. “O que sabemos agora é que ele desapareceu da face da Terra e agora foi descoberto”.