Jeff Bezos está de saída da liderança da Amazon, sendo substituído pelo presidente executivo da Amazon Web Services, Andy Jassy, num processo de transição que deverá estar concluído no início do verão.

A Amazon é o que é por causa da inovação. Fazemos coisas malucas juntos e depois tornamo-las normais", pode ler-se no comunicado enviado por Jeff Bezos a todos os funcionários da empresa. "Se fizeres as coisas direito, alguns anos depois de uma surpreendente inovação, a nova coisa torna-se normal. As pessoas bocejam. Esse bocejo é o maior elogio que um inventor pode receber. Quando olhas para nossos resultados financeiros, o que você realmente está vendo são os resultados cumulativos de longo prazo da invenção. Neste momento, vejo a Amazon no seu estado mais criativo de sempre, tornando-se um momento ideal para esta transição.”

O magnata fundou aquela que viria a ser uma das maiores empresas mundias em 1994, nos primórdios da internet. Desde então, a empresa passou de uma livraria digital a um gigante do retalho digital que entrega todo o tipo de produtos em todas as partes do mundo.

O ano passado, a Amazon ultrapassou a fasquia de um bilião de dólares em capitalização bolsista. Atualmente, essa avaliação ultrapassa os 1,6 biliões.

O substituo escolhido, Andy Jassy, faz parte da empresa norte-americana desde 1997 e lidera a equipa da Amazon Web Services desde que esta foi criada. É um dos departamentos mais rentáveis da empresa.