A procuradora-geral de Nova Iorque, Letitia James, vai candidatar-se ao cargo de governadora daquele estado norte-americano, noticia a Associated Press (AP).

James entrará na ‘corrida’ eleitoral como uma forte candidata para a nomeação pelos Democratas, poucos meses após publicar um relatório que resultou na demissão de Andrew Cuomo do cargo a que se irá candidatar, no seguimento de um escândalo de assédio sexual.

O anúncio da candidatura será feito até ao final desta semana, de acordo com as fontes anónimas citadas pela AP.

Letitia James, de 62 anos, é a primeira mulher eleita para a chefia da procuradoria-geral de Nova Iorque e a primeira afro-americana a ocupar o cargo.

Posiciona-se, desta forma, para defrontar a atual governadora, Kathy Hochul, antiga vice-governadora de Andrew Cuomo, que ocupou o lugar deste após a sua demissão, a partir do dia 24 de agosto.

A futura candidata, que nasceu e cresceu no Brooklyn, terá, no entanto, a difícil tarefa de conquistar os democratas do interior, que são vistos como mais conservadores.

Antes deste ano, Letitia James era mais conhecida pelas suas frequentes disputas legais com o ex-presidente dos EUA, Donald Trump.

Desde que se tornou procuradora-geral, em 2019, o seu gabinete investigou vários negócios de Trump e processou várias vezes o governo republicano pelas suas políticas federais de imigração e ambiente, entre outros assuntos.