Os presidentes dos EUA, Donald Trump, e da Rússia, Vladimir Putin, reunir-se-ão, à margem da cimeira do G20, sexta-feira, para discutir, entre outros temas, o programa nuclear iraniano e a desnuclearização da península coreana, confirmoum, esta quarta-feira, o Kremlin.

O anúncio inicial da reunião tinha sido feito por Donald Trump, há vários dias, mas, esta quarta-feira, surgiu a confirmação oficial por parte do gabinete de Putin, referindo que a reunião durará cerca de uma hora.

No encontro bilateral, Trump e Putin estarão acompanhados por quatro ou cinco membros das delegações que se dirigem para Osaka, no Japão, para participar na cimeira do G20, na sexta-feira e sábado.

Os dois líderes deverão abordar questões relacionadas com a estabilidade estratégica mundial, conflitos regionais e matérias de interesse bilateral.

Na agenda de trabalhos não faltarão os temas centrais da guerra na Síria, a tensão com a Coreia do Norte, o conflito no Afeganistão, a crise na Venezuela e o programa nuclear iraniano, segundo o assessor de Assuntos Internacionais do Kremlin.

De acordo com um alto funcionário da Casa Branca, Putin e Trump também incluirão nos temas de conversa a situação de conflito entre a Rússia e a Ucrânia.

Na semana passada, Putin disse que o diálogo com os EUA é "sempre bom" e que a Rússia tem vários problemas para lidar com os norte-americanos, incluindo segurança global e desarmamento.

No entanto, Putin admitiu que "nem tudo será fácil", uma vez que, na sua leitura dos acontecimentos, Donald Trump ficará condicionado nas suas posições pela campanha eleitoral para as presidenciais de 2020, em que será recandidato.

O encontro bilateral em Osaka será o segundo entre Putin e Trump, após a reunião, há cerca de um ano, em Helsínquia.

Uma outra reunião chegou a estar planeada, à margem da mais recente cimeira do G20, na Argentina, em novembro passado, mas foi cancelada pelo Presidente dos EUA, depois de um incidente em que a Rússia capturou três navios ucranianos e as suas tripulações no estreito de Kerch.

Durante a visita a Osaka, para participar na cimeira do G20, Putin também se reunirá com o Presidente francês, Emmanuel Macron, com a chanceler alemã, Angela Merkel, e com o líder turco, Recep Tayyip Erdogan, estando ainda marcada uma "breve troca de pontos de vista" com o presidente da Comissão Europeia, Jean Claude Junker.

Segundo o gabinete do Presidente russo, no mesmo dia em que reunirá com Trump, sexta-feira, Putin terá ainda uma conversa informal com o primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, e com o Presidente da China, Xi Jinping, tendo marcado para o final da cimeira um encontro com o príncipe saudita, Mohammed bin Salman.

Uma reunião com a primeira-ministra britânica, Theresa May, também foi hoje confirmada por Londres e por Moscovo, preenchendo ainda mais a apertada agenda de Putin.