Estados Unidos, Canadá, Alemanha, França, Itália e Reino Unido pediram hoje um “cessar-fogo imediato” face à “catástrofe humanitária” em Alepo e exortaram a Rússia e o Irão a “utilizarem a sua influência” sobre a Síria para o conseguir.

A urgência absoluta é a de um cessar-fogo imediato para permitir às Nações Unidas entregar ajuda humanitária às populações do leste de Alepo e socorrer os que fugiram”, lê-se numa declaração comum das seis potências ocidentais divulgada pela presidência francesa.

"Condenamos as ações do regime sírio e dos seus parceiros estrangeiros, em particular a Rússia, por obstruírem a ajuda humanitária, e condenamos com firmeza os ataques do regime sírio que devastaram as instalações civis e médicas, assim como a utilização de barris explosivos e de armas químicas”, acrescentam os dirigentes dos seis países.

Redação