Durante o Século de Ouro dos Países Baixos (século XVII), Amesterdão era o principal centro financeiro e de diamantes do mundo.

Os canais de Amesterdão e a Linha de Defesa de Amesterdão são considerados Patrimónios Mundiais pela UNESCO.

Em 2012, foi classificada como a segunda melhor cidade para se viver pela Economist Intelligence Unit (EIU).

As principais atrações situam-se perto umas das outras, o que facilita a deslocação a pé. As que se destacam são os canais históricos; o Museu Van Gogh; Casa de Anne Frank; Hortus Botanicus Amsterdam e as coffeeshops, que atraem mais de 5 milhões de turistas por ano.

A Casa de Anne Frank foi fundada a 3 de maio de 1960 e encontra-se sediada no edifício onde ela e a sua família e outras quatro pessoas judias permaneceram escondidas nos anos da ocupação nazi dos Países Baixos, durante a Segunda Guerra Mundial.

Depois do diário de Anne Frank ter sido traduzido noutras línguas e a história ficar internacionalmente conhecida, o museu começou a atrair muitos visitantes.

O Hortus Botanicus Amsterdam, fundado na década de 1960, é um dos mais antigos jardins botânicos do mundo, com muitas espécies raras, entre elas a planta de café.

O Museu Van Gogh possui uma grande variedade de trabalhos do artista plástico holandês, autor de grandes e reconhecidas obras, como Noite estrelada, Autorretrato e Os girassóis.

Na Johan Cruijff Arena vão realizar-se 4 jogos do Euro 2020: 

13 de junho - Grupo C: Países Baixos - Ucrânia

17 de junho - Grupo C: Países Baixos - Áustria

21 de junho - Grupo C: Macedónia do Norte - Países Baixos

26 de junho - Oitavos-de-final: 2A - 2B

De acordo com o planeamento atual, o estádio vai receber 12000 pessoas em cada jogo.