Um gang considerado “altamente profissional e perigoso” foi detido numa megaoperação na Europa, que envolveu quase meio milhar de polícias, anunciou a Europol, nesta quarta-feira.

Foi a maior operação até à data na Europa contra um grupo de crime organizado”, afirmou o Serviço Europeu de Polícia, em comunicado.

Na operação “quebra-gelo”, que teve lugar na última quarta e quinta-feira, foram detidos 22 suspeitos de pertencerem a um dos principais grupos de crime organizado a atuar na Europa, sobretudo ao nível do tráfico de droga e tabaco e, ainda, homicídios.

O cabecilha, um lituano de 48 anos, foi detido em Espanha, bem como outros elementos do grupo, além de detenções realizadas no Reino Unido, na Lituânia, na Estónia e na Polónia.

Em causa estão crimes de “tráfico de droga e tabaco em grande escala, homicídios e lavagem de dinheiro”, num valor estimado de 680 milhões de euros nos últimos dois anos, calcula a Europol.

Perto de 450 polícias realizaram buscas em 40 propriedades, apreendendo 8 milhões em dinheiro, diamantes, barras de ouro, joias e carros de luxo, além de compartimentos e objetos usados para traficar drogas.

A droga e o tabaco eram introduzidos no Reino Unido e o dinheiro do tráfico era lavado na Polónia e investido em propriedades em Espanha, entre outros países.

O grupo utilizava dispositivos próprios para comunicação encriptada e técnicas de contra-vigilância para não ser apanhado.