O navio que esteve encalhado no Canal do Suez está finalmente a andar.

Depois de se ter movido cerca de 80% durante a madrugada, foi possível desencalhar completamente o Ever Given devido à maré alta.

“O almirante Osama Rabie, presidente da Autoridade do Canal do Suez, proclamou o recomeço do tráfego de navegação no canal”, anunciou a meio da tarde o organismo num comunicado.

O cargueiro esteve a interromper a circulação no canal durante sete dias, naquela que é uma das rotas marítimas mais importantes em todo o mundo.

Com a ajuda da subida da maré, os barcos rebocadores foram capazes de mover o gigante do banco de areia onde se encontrava desde as primeiras horas de terça-feira.

Agora, e segundo disse a autoridade do Canal do Suez, é esperado que a rota possa recomeçar a atividade de 24 horas diárias, prevendo-se uma demora de três dias e meio até que toda a circulação seja normalizada, uma vez que vários navios esperavam em fila por este momento.

A obstrução no canal causou um enorme trânsito de mercadoria, com a agência Associated Press a estimar perdas de nove mil milhões de dólares (cerca de 7,6 mil milhões de euros) por dia, depois de ter afetado o comércio global, já bastante fragilizado pela pandemia de covid-19.

Pelo menos 360 cargueiros, que transportam desde petróleo a gado, esperavam por este momento.