Uma mulher e três dos seus filhos morreram na quinta-feira num incêndio de grandes dimensões numa fábrica de produtos químicos na cidade brasileira de Barueri, em São Paulo, que também deixou pelo menos oito feridos, segundo fontes oficiais.

As chamas começaram numa fábrica de produtos químicos e atingiram outros nove edifícios, incluindo uma empresa de plásticos, duas residências e uma escola.

O líquido inflamável desceu pelas galerias, atingiu uma vivenda e provocou um princípio de incêndio numa escola, que não chegou a incendiar-se e foi isolada”, disse o comandante do Corpo de Bombeiros, Jefferson de Mello, citado em comunicado.

De acordo com a prefeitura de Barueri, as quatro vítimas fatais - uma mulher e três dos seus quatro filhos, entre quatro anos e onze meses - trabalhavam e residiam num anexo dentro de uma das fábricas que se incendiou, e morreram carbonizados.

Em relação aos feridos, duas das vítimas deram entrada num hospital da região em estado grave após sofrerem queimaduras em 80% do corpo.

Os outros seis sofreram ferimentos leves, por intoxicação de fumo ou pequenas queimaduras, e ainda estão sob supervisão médica.

Cerca de uma centena de bombeiros e 28 veículos, além de equipas de proteção civil, resgate e socorro, dirigiram-se ao local da emergência e conseguiram controlar as chamas, embora continuem a trabalhar para deixar a área "em total segurança".

/ JGR