Um homem que alegadamente sofre de problemas mentais feriu, esta quinta-feira, 11 pessoas, incluindo estudantes, numa cidade do sul da China, num ataque à faca contra pedestres, informou a polícia local.

A polícia da cidade de Ji'an, província de Jiangxi, revelou num comunicado que o agressor, um homem de 33 anos identificado como Guo Kaibing, foi imediatamente detido.

Segundo a mesma fonte, a família de Guo terá dito que este sofre de problemas mentais.

Nenhuma das vítimas corre risco de vida.

Trata-se do mais recente ataque do género na China, onde estes incidentes são normalmente protagonizados por pessoas com problemas psicológicos ou ressentimentos com a sociedade.

A lei chinesa proíbe rigorosamente a venda e posse de armas de fogo, pelo que os ataques são geralmente feitos com facas, explosivos de fabrico artesanal ou por atropelamento.

Em janeiro passado, pelo menos 20 crianças ficaram feridas num ataque perpetrado por um homem numa escola primária, em Pequim. No mês anterior, um atacante com uma faca matou cinco pessoas e feriu 21, quando tentava sequestrar um autocarro.

Em abril passado, um homem armado com uma faca matou sete estudantes e feriu 19, quando os jovens regressavam a casa, no norte do país.