As Forças Armadas de Israel atacaram uma posição do movimento islâmico palestiniano Hamas em Gaza na quinta-feira, em reposta ao lançamento, horas antes, de balões incendiários contra o seu território, informou esta sexta-feira um porta-voz militar israelita.

Os caças de Israel bombardearam uma infraestrutura utilizada pelo Hamas para "atividades subterrâneas", após o "lançamento de balões incendiários durante o dia", contra território israelita, a partir da faixa de Gaza, adiantou o responsável.

Sem feridos a registar, o ataque causou danos materiais à posição sob o comando das Brigadas Ezzedine al-Qassam, o braço armado do Hamas, na cidade de Beit Lahia, no norte de Gaza, esclareceram ainda fontes ligadas à segurança na faixa controlada pelo movimento palestiniano.

Algumas zonas de Israel na fronteira com Gaza foram afetadas por incêndios florestais causados por balões incendiários, adiantaram os meios de comunicação social locais.

Um outro balão com um engenho explosivo, de origem ainda desconhecida, atingiu a cidade de Arad, cerca de 80 quilómetros a leste de Gaza, e a polícia teve de se deslocar ao terreno para detonar o objeto de forma controlada, sem causar feridos ou danos.

O estado hebreu atacou Gaza pela segunda vez nesta semana, depois de já o ter feito na segunda-feira, quando aviões bombardearam posições militares do Hamas, depois de um projétil disparado a partir da faixa ter sido intercetado pelo sistema antimísseis israelita.

O Hamas tomou o poder em Gaza desde 2007 e Israel impôs, desde então, um bloqueio por terra, mar e ar à faixa, tendo havido três guerras entre as fações de 2008 a 2014.

/ AG