Georgia Bond e Jack Bowman são amigos há vários anos. Vivem em Liverpool, no Reino Unido, e ambos foram concebidos através da fertilização in vitro. Recentemente souberam que podiam ter acesso a informação sobre o dador de esperma (pai biológico) que tinha dado origem ao seu nascimento e questionaram-se sobre se haveria a possibilidade de serem parentes. Decidiram saber mais e descobriram que, afinal, são irmãos, escreve o jornal britânico The Independent

Os jovens fizeram a descoberta após solicitarem informação à Autoridade de Fertilização Humana e Embrião, do país, que mantém um registro de todos os nascimentos que são resultado de tratamentos de conceção medicamente assistida em clínicas de fertilidade no Reino Unido. registo foi criado a 1 de agosto de 1991.

No Reino Unido, nos últimos 20 anos, nasceram mais de 400 mil bebés através da doação de esperma, óvulos e embriões.

Ao partilhar a notícia no Facebook e no Twitter, a jovem afirma:

“Há poucas semanas descobrimos que podíamos aceder a informações sobre os nossos doadores e os irmãos concebidos pelo mesmo doador. Então, o Jack recebeu primeiro as informações que diziam que ele tinha uma irmã nascida em 1998 - que resultou em mim - e eu pedi os meus dados por haver uma pequena hipótese de realmente ser eu. Após semanas de excitação e medo, hoje nós descobrimos que temos o mesmo doador e que, afinal, somos mesmo irmãos. Sou a pessoa mais feliz do mundo agora. Para todos aqueles que são FIV, solicitem os vossos dados – foi a melhor coisa que eu fiz. Milagres podem acontecer.”

Alguns utilizadores do Twitter comentaram que seria estranho se Georgia e Jack se tivessem tornado mais do que “melhores amigos”, mas Georgia respondeu que não era o caso. E explicou que "o irmão" era homossexual.

/ RB