Inundações repentinas causadas por chuvas torrenciais na ilha das Flores, na Indonésia, causaram, pelo menos, 44 mortos e vários feridos, anunciou a agência nacional de gestão de catástrofes, havendo ainda várias pessoas desaparecidas e milhares de desalojados.

“Há 44 mortos e nove feridos” na região leste da ilha das Flores, e “muitos (…) ainda estão [desaparecidos] na lama” disse à AFP Raditya Jati, porta-voz da agência.

Horas antes, as autoridades tinham reportado 23 vítimas mortais.

As chuvas torrenciais registadas na região causaram inundações em vários distritos da ilha das Flores, onde a maioria da população e católica, com os incidentes a registarem-se cerca da 01:00 horas locais (18:00 de sábado em Portugal continental), pouco tempo antes do início das celebrações da Páscoa.

Dezenas de casas ficaram cobertas de lama, duas pontes e várias estradas ficaram destruídas pelo que o acesso à ilha é agora possível por via marítima.

As previsões apontam para que estas condições meteorológicas extremas se mantenham ao longo desta semana na região.

Também hoje na cidade de Bima as chuvas torrenciais que se registaram fizeram transbordar as barragens, com mais de 10 mil casas submersas.

As autoridades indicaram ainda que deste incidente resultou a morte de duas pessoas.

Também em Timor-Leste, que faz fronteira com a Indonésia, as chuvas provocaram cheias que atingiram grande parte da cidade de Díli e fizeram pelo menos 11 mortos, segundo um balanço provisório.

/ CM - notícia atualizada às 12:27