Utilizadores do Twitter e Facebook publicaram uma foto em que o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, aparece abraçado ao ex-polícia Elcio Vieira de Queiroz, um dos suspeitos do envolvimento no homicídio da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes.

Elcio foi preso, esta terça-feira, numa operação da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Segundo as investigações do Ministério Público o ex-polícia era o motorista do carro em que seguiam os suspeitos do homicídio. 

A foto, em que a cara do presidente brasileiro aparece cortada, foi capturada em 2011, mas só foi publicada no Facebook de Elcio depois de Bolsonaro ganhar as eleições brasileiras. A fotografia foi retirada do perfil de Elcio.

O segundo suspeito detido na operação é sargento reformado Ronnie Lessa, que terá disparado contra as vítimas. Lessa mora no condomínio Vivendas da Barra, no bairro da Tijuca, com vista para o mar numa zona nobre do Rio de Janeiro. O sargento é vizinho de Jair Bolsonaro, que tem uma casa no local, uma notícia avançada pelo jornal online O Globo.

De acordo com a denúncia do Ministério Público, o crime foi meticulosamente planeado três meses antes. O homicídio de Marielle Franco e Anderson Gomes aconteceu há cerca de um ano.