Em Portugal, a depressão Amélie fez-se sentir apenas na agitação marítima e na intensificação da chuva e vento, mas em França as consequências da tempestade são mais graves. 

Até ao momento não há vítimas, mas pelo menos 140 mil lares de franceses estão sem eletricidade depois de terem sido registados ventos de quase 150 km/hora durante a madrugada de domingo em Cap Ferret, Gironde, no litoral sudoeste do país. 

Os bombeiros foram também chamados a prestar auxílio a numerosas ocorrências, relacionadas sobretudo com quedas de árvores e fios de eletricidade. As regiões de Landes, Pirenéus Atlânticos e Alpes Martítimos foram das mais afetadas pela tempestade.

Segundo o Le Monde, na manhã deste domingo o nível de alerta foi elevado a Laranja devido aos ventos violentos no departamento de Vendée, na costa do Golfo da Biscaia, e outros 14 permanecem sob aviso devido ao risco de inundação.