O maior resort de nudismo do mundo está no epicentro de um surto de covid-19. Quase 150 pessoas testaram positivo à doença após terem passado por Cap d’Agde, uma vila naturista em França.

Os testes que foram feitos às pessoas naquela região, mostraram que a incidência do vírus foi 30 por cento mais alta em frequentadores daquele resort, na região de Occitânia.

De acordo com o jornal francês Le Figaro, a taxa é quatro vezes maior do que os 7 por cento registados entre as pessoas que não frequentavam o centro nudista. Para conter a propagação do novo coronavírus, pelo menos 18 casas de diversão noturna foram encerradas.

Pierre Ricordeau, diretor-geral da autoridade de saúde desta região francesa, disse à agência Reuters que, “provavelmente”, o distanciamento social não foi suficientemente respeitado.

“Registámos infeções em diversas zonas, inclusive entre os não naturistas”, disse Ricordeau.

"A mensagem é a mesma para todos: usem máscara, lavem as mãos e pratiquem o distanciamento social, quer seja nudista ou não", apelou o responsável da autoridade sanitária.

Adicionalmente, foram proibidos ajuntamentos com mais de 10 pessoas e o responsável pediu, a quem estivesse a planear viajar para a Village Cap d’Agde, que adiasse os seus planos.

Lara Ferin