Os socialistas franceses criticaram as expulsões «indignas e infundadas legalmente» de ciganos romenos e búlgaros do país, e a política de segurança do Presidente da República, Nicolas Sarkozy.

Reunidos na universidade de verão em La Rochelle, os socialistas franceses consideram que estas expulsões são «indignas».

«Essas expulsões são indignas» e «infundadas legalmente», disse a primeira secretária do partido, Martine Aubry, no discurso de encerramento da universidade.
Redação / SM