O ministro do Interior francês, Christophe Castaner, e os três principais sindicatos de polícias concluíram na noite de quarta-feira um acordo de revalorização salarial, depois de um dia de contestação nas forças da ordem, anunciaram as organizações.

Acabámos de assinar um acordo com o ministro do Interior, um acordo que incide sobre a revalorização dos salários e sobre a abertura de um protocolo de reorganização da polícia nacional”, afirmou o secretário-geral do Unidade - SGP Polícia, Yves Lefebvre, à saída das negociações, que tinham sido suspensas na terça-feira e acabaram tarde na noite de quarta-feira.

Segundo o sindicato, a subida dos salários será gradual a partir de janeiro e conduzir, ao fim de um ano, a uma subida média de 120 euros líquidos por mês, que pode chegar a 150 no caso dos titulares de maiores graduações.

É o que queríamos. Queríamos uma melhoria imediata do pode de compra”, acrescentou Lefebvre, acrescentando que a questão do pagamento dos milhões de horas extraordinárias em atraso vai ser examinada a partir de janeiro.