Pelo menos 18 pessoas ficaram feridas, cinco delas com gravidade, este sábado, numa feira em Villepinte (Seine-Saint-Denis), um subúrbio localizado a norte de Paris, capital da França.

O jornal Le Parisien indica que, entre os feridos graves, estão uma mulher e o filho, mas não correm perigo de vida. O mesmo jornal refere que cerca de 30  pessoas, a maioria em estado de choque, receberam apoio no local.

De acordo com a BFMTV, a explosão aconteceu durante um desfile com o qual se assinala o início da Primavera e no qual estariam cerca de mil crianças. As autoridades já confirmaram que a explosão foi acidental.

Ainda de acordo com a estação de televisão, a explosão foi provocada na sequência de ter sido ateado fogo a uma  estrutura de madeira que é tradicionalmente queimada após o desfile conhecido como "Carnaval de Villepinte" que tem lugar no primeiro fim de semana de abril. A estátua emblemática da festa é conhecida como "Senhor Carnaval" e foi essa a estrutura que explodiu. O desfile começou pelas 15:00 locais e o acidente aconteceu pouco depois das 17:00.

A estrutura era feita em contraplacado e quando foi incendiada com gasolina gerou uma explosão", disse uma fonte policial. Faíscas e pedaços de madeira terão sido lançados, ferindo várias pessoas, explicou uma fonte policial à Agence France Presse (AFP).

 

Um posto de assistência médica foi improvisado num ginásio nas proximidades de forma a receber os feridos e encaminhá-los para hospitais de emergência nas imediações, informou a autarquia.

Uma fonte policial revelou ao Le Figaro que a própria presidente da câmara local sofreu um ferimento na explosão. A maior parte dos ferimentos são lesões no rosto e nas pernas relacionados com a projeção de materiais e também  zumbidos".

"Para começar, toda a gente pensou que a explosão era planeada, mas depois percebemos que algo estava terrivelmente mal. Bocados começaram a voar em todas as direções, como lanças, e estavam a arder", contou uma testemunha ao jornal Le Parisien.