Quatro crianças e um adulto pessoas morreram na manhã deste sábado em Noisy-le-Sec, França, após uma discussão violenta que teve origem numa disputa familiar.

De acordo com a polícia local, três outras pessoas encontram-se em “urgência absoluta” e dois adolescentes ficaram com ferimentos ligeiros.

A AFP avança que as agressões, que se iniciaram dentro de um pavilhão, começaram depois de um tio ter atacado a mãe de uma das vítimas mortais e os filhos com uma arma branca. O agressor terá tentado suicidar-se após, estando de momento hospitalizado e em coma. 

As duas famílias são oriundas do Paquistão e do Sri Lanka.

Durante a tarde de sábado, um perímetro de segurança foi estabelecido ao redor do pavilhão. A polícia judiciária de Seine-Saint-Denis está a conduzir a investigação.

Era uma família sem história, exemplar. Não posso acreditar", disse à AFP o autarca de de Noisy-le-Sec, Olivier Sarrabeyrouse. Eleito há poucos meses, o político  foi professor de várias das vítimas.