O Presidente norte-americano, Donald Trump, criticou mais uma vez, este sábado, o acordo de Paris sobre o clima, considerando que o movimento dos “coletes amarelos” em França é a prova de que o pacto “não funciona”.

O acordo de Paris não funciona assim tão bem para Paris. Manifestações e tumultos por toda a França. As pessoas não querem pagar muito dinheiro, muito aos países subdesenvolvidos (que são governados de modo discutível), com o objetivo de talvez proteger o ambiente”, escreveu Trump na rede social Twitter. Sem apresentar provas, o Presidente norte-americano disse que os manifestantes em França “cantam ‘nós queremos Trump’”.

 

O movimento dos “coletes amarelos”, que começou contra o aumento do preço dos combustíveis, juntou este sábado cerca de 31.000 pessoas em protestos em toda a França no quarto grande dia de manifestações.

Esta não foi a primeira vez que Trump falou sobre o movimento. Na terça-feira tinha ironizado sobre as concessões feitas pelo Presidente francês, Emmanuel Macron, aos “coletes amarelos”, considerando que o acordo de Paris estava condenado ao fracasso.

O novo ataque acontece quando cerca de 200 países estão reunidos em Katowice, na Polónia, para a 24.ª conferência mundial sobre o clima.

Já durante a tarde, Donald Trump voltou a pronunciar-se no Twitter sobre os protestos em França. O presidente norte-americano manifestou-se triste pelo "dia e noite" que se vivem em Paris. "Talvez seja tempo de pôr fim ao extremamente caro acordo de Paris e devolver o dinheiro ao povo, baixando os impostos?", escreveu.