Os tunisinos querem uma ruptura total com o antigo regime e exigem que o primeiro-ministro abandone de imediato o governo de transição. O segundo de três dias de luto nacional pelas vítimas da vaga de contestação contra o regime de Ben Ali começou, como vem sendo hábito, com uma manifestação. Desta vez, o protesto foi feito por centenas de polícias.

As medidas de segurança em redor dos edifícios governamentais continuam apertadas, mas milhares de tunisinos prometem continuar a protestar durante o tempo que for necessário. Mesmo depois do anúncio feito durante a última noite pelo primeiro-ministro do Governo de transição, antigo chefe de governo de Ben Ali, que prometeu deixar a política após as eleições.

Os tunisinos querem a renúncia imediata de todos os membros do antigo regime ditador. Uma semana depois da fuga do presidente a vaga de manifestações não dá sinais de abrandar.
Redação / PP