O líder norte-coreano, Kim Jong-un, afirmou esta terça-feira que o seu país está livre de guerras graças ao seu arsenal nuclear.

De acordo com a agência estatal de notícias do país, a KCNA, Kim referiu que, apesar da pressão internacional e das ameaças militares, as armas garantem a segurança e o futuro dos norte-coreanos.

“Agora somos capazes de nos defender perante qualquer forma e intensidade de pressão ou ameaças militares de forças hostis e imperialistas. Graças à nossa efetiva e confiável dissuasão nuclear auto defensiva, não haverá mais guerra e o futuro do nosso país está garantido para sempre”, disse o líder norte-coreano no discurso perante um grupo de veteranos que celebraram o cessar fogo da Guerra da Coreia, que aconteceu a 27 de julho de 1953.

O discurso de Kim ocorreu num dos feriados mais importantes do seu país: o aniversário da “vitória do povo coreano na grande Guerra de Libertação da Pátria”, a forma como a Coreia do Norte se refere à Guerra da Coreia.

Durante anos, a Coreia do Norte definiu a sua procura por armas nucleares como puramente defensiva e destinada a impedir tentativas de invasão ou mudança de regime. Mas alguns especialistas dizem que as armas nucleares encorajarão Pyongyang, permitindo que o regime de Kim adote políticas mais hostis e bélicas.

Lara Ferin