Duas pessoas foram mortas a tiro nesta quarta-feira, em Halle, na Alemanha, na sequência de um tiroteio que terá ocorrido junto a uma sinagoga, avança o jornal alemão Bild.

O mesmo diário diz, ainda, que foi atirada uma granada de mão contra o cemitério judeu.

A polícia alemã confirma a existência de duas vítimas mortais e a detenção de uma pessoa.

Este ataque ocorreu num dos dias mais importantes para a comunidade judaica, o Yom Kipur ou Dia da Expiação.

A investigação aponta, neste momento, para um ato isolado de um grupo afeto à extrema-direita.

Na sua conta no Twitter, a polícia de Halle indica, ainda, que os suspeitos, armados, terão fugido de carro.

A televisão regional MDR está a mostrar imagens de um homem armado, de capacete e equipado com uma farda militar.

Está a decorrer uma megaoperação policial neste momento, com as autoridades a pedirem às pessoas para não saírem de suas casas, nem telefonarem para as linhas de emergência, se não for esse o caso.

A estação ferroviária de Halle foi encerrada, de acordo com o operador.