Hans Kristian Gaarder, conhecido negacionista norueguês, morreu infetado com o novo coronavírus dias após ter organizado duas festas ilegais na sua propriedade. 

Gaarder, de 60 anos, era o rosto por trás do fórum de teorias da conspiração Nyhetsspeilet.no e morreu em casa em no dia 20 de março com sintomas relativos à doença.

Os investigadores acreditam que Gaarder ignorou os sintomas e que poderá ter criado focos de infeção em diversas ocasiões. Várias das pessoas que participaram nas suas festas acusaram positivo no teste da covid-19.

Ainda não é claro quantas pessoas estiveram presentes nas festas realizadas em casa de Gaarder nos dias 26 e 27 de março, mas os meios de comunicação social locais apontam para mais de uma dúzia.

Não sabemos quantos ou quem participou nas festas, mas pedimos a todos os participantes que façam um teste o mais rápido possível", disse a polícia em comunicado à imprensa.
 

As autoridades locais dizem também que o homem escondeu a sua infeção “durante semanas”.
 

Gaarder foi um proeminente teórico da conspiração que usava as redes sociais para vender informações falsas relacionadas com a pandemia, bem como com as eleições nos Estados Unidos de 2020.
 

Desde o início da pandemia, a Noruega tem se saído melhor do que a vizinha Suécia, registando mais de 106.000 casos confirmados e pouco mais de 708 mortes, de acordo com a Organização Mundial da Saúde.