A candidata democrata à Casa Branca, Hillary Clinton, considerou este sábado um caso “sem precedentes” e “profundamente preocupante” a reabertura da investigação do FBI aos seus e-mails.

É muito estranho que uma coisa assim seja publicada, com tão pouca informação, pouco antes de uma eleição”, disse a candidata a Presidente num comício em Daytona Beach, Florida, referindo-se à carta que o diretor do FBI, James Comey enviou ao Congresso, a dizer que os investigadores terão descoberto novas mensagens “pertinentes” ligadas ao caso dos e-mails.

E acrescentou a candidata: “Na verdade não é só estranho, é sem precedentes e é profundamente inquietante, porque os eleitores merecem conhecer os factos como um todo. Já pedimos ao diretor Comey para que explique tudo agora, para meter tudo em cima da mesa”.

Redação / STS