Um menino de 8 anos morreu de hipotermia depois de ter passado a noite na garagem, a obedecer a um castigo do pai, em Long Island, no estado de Nova Iorque.

De acordo com o El País, que cita a NBC, quando as autoridades chegaram ao local, o pai da criança, Michael Valva, também polícia, estaria a tentar reanimar o filho.

Na altura, o progenitor alegou que Thomas, que sofria de autismo, tinha perdido a consciência depois de se ter magoado numa queda.

A criança foi transportada para o Hospital de Long Island, onde acabou por morrer. A autópsia revelou que a causa da morte foi hipotermia.

Nessa noite, as temperaturas atingiram os 7ºC negativos e, quando os médicos tentaram reanimar Thomas, o corpo da criança atingia apenas os 24ºC, sendo que a temperatura corporal normal situa-se entre os 36 e os 37.ºC.

Michael Valva, de 40 anos, e a mulher, Angela Pollina, de 42, foram detidos e acusados de homicídio em segundo grau.

“Temos a certeza que o Thomas esteve na garagem, na noite anterior”, referiu Geraldine Hart, comissária da polícia do Condado de Suffolk.

As autoridades encontraram na casa do menino um amplo sistema de segurança. As imagens gravadas mostram como o casal castigava os filhos “privando de comida e expondo-os a temperaturas extremamente frias”.

 
/ PC