Uma mulher de 102 anos é suspeita de ter assassinado outra idosa, de 92, num lar, em França.

De acordo com a BBC, a mulher está agora internada num hospital psiquiátrico.

Foi a própria suspeita do crime que confessou o homicídio, quando se dirigiu a uma auxiliar e contou: “matei uma pessoa”. A enfermeira contou à AFP que a mulher de 102 anos estava “num estado muito agitado e confuso”.

A funcionária do lar de idosos em Chézy-sur-Marne encontrou a vítima sem vida, no sábado, deitada na cama, com várias nódoas negras na face.

Segundo a BBC, as autoridades decretaram que a causa da morte foi “estrangulamento e golpes na cabeça”.

Estão a ser feitos testes psiquiátricos à suspeita, para determinar se pode ser considerada responsável pelas suas ações.