A polícia da Indonésia deteve dezenas de homens numa rusga a uma sauna "gay" em Jacarta, no que é descrito como mais um sinal da crescente hostilidade contra a homossexualidade no país muçulmano, foi anunciado esta segunda-feira.

O porta-voz da polícia Argo Yuwono disse que 141 homens foram detidos para interrogatório na rusga realizada no domingo à noite num ginásio e sauna no norte da capital indonésia.

A homossexualidade não é ilegal na Indonésia, mas a polícia disse que os detidos violaram as leis de pornografia do país.

No mês passado, em Surabaya, a segunda maior cidade do país, a polícia deteve 14 homens, no que alegou ser uma orgia, e forçou-os a realizar testes de VIH (vírus da imunodeficiência humana), de acordo com a agência noticiosa Associated Press (AP).

Uma declaração da polícia referiu que a sauna em Jacarta foi o local para uma festa de sexo promovida como "The Wild One". Vários artistas e o proprietário foram detidos, segundo a polícia.