Da cidade chinesa de Zhengzhou chegam imagens impressionantes das devastadoras cheias que se têm feito sentir nos últimos dias. Na província de Henan chove como não se via há décadas, o que já provocou a morte a mais de 30 pessoas.

Mas os efeitos da catástrofe fazem-se sentir também nos serviços, e as autoridades não olham as esforços para tentarem salvar milhares de pessoas presas ou sem condições de abandonarem o local onde estão.

Foi o que aconteceu no hospital de Zhengzhou, que teve de ser evacuado, com as autoridades a retirarem mais de três mil pessoas acamadas e em más condições de mobilidade.

Num panorama mais geral são já dezenas de milhares de pessoas que tiveram de ser retiradas das suas casas, num esforço das autoridades chinesas para salvarem a população.

Nas redes sociais surgem também vídeos de salvamentos impressionantes, como o de uma mulher que foi retirada de um lençol de água com recurso a uma corda.

António Guimarães